Sentimentos Vastos: liminaridade e foco narrativo na literatura brasileira contemporanea

  • Gabriela Ruggiero Nor Universidad de Sao Paulo

Resumen

As obras Rútilo nada, de Hilda Hilst, Teatro, de Bernardo Carvalho e Acenos e afagos, de João Gilberto Noll apresentam narradores protagonistas em situações-limite, em confronto com a morte de diferentes maneiras. As três narrativas têm em comum a suspensão de categorias, inserindo os protagonistas num espaço liminar, onde se produz discurso repleto de indeterminações. Neste artigo, procurase verificar alguns desdobramentos da presença de liminaridade e situações-limite nas narrativas, principalmente a respeito da construção do foco narrativo, afastado do discurso hegemônico, patriarcal e heteronormativo que constitui grande parte do cânone da literatura brasileira

Biografía del Autor

Gabriela Ruggiero Nor, Universidad de Sao Paulo
Maestría en literatura Brasileña en la Universidad de Sao Paulo.
Publicado
2017-01-10
Como citar
RUGGIERO NOR, Gabriela. Sentimentos Vastos: liminaridade e foco narrativo na literatura brasileira contemporanea. Poligramas, [S.l.], n. 42, p. 111-125, ene. 2017. ISSN 2590-9207. Disponible en: <http://poligramas.univalle.edu.co/index.php/poligramas/article/view/4423>. Fecha de acceso: 23 mayo 2018 doi: https://doi.org/10.25100/poligramas.v0i42.4423.
Sección
Artículos

Palabras clave

narrador; limiar; situação-limite; morte; ambiguidade.